Total de visualizações de página

sexta-feira, 7 de maio de 2010

UM "NÃO" A BARRAGEM !


Em uma tarde de lazer no Lago de Palmas, capital do estado do Tocantins, conversando com meu irmão Plinio Carlos ( o 1º depois de mim) 47 anos, repórter cinematografico; Diretor de Operações da Rede Sat - Tv Palmas; afiliada da Tv Cultura de São Paulo. Falei a ele sobre as pretensões do governo federal em construir barragens no leito do Rio Balsas, ouvi um dos melhores testemunhos de quem vivenciou a construção de uma dessas engenhocas para obtenção de energia eletrica. PC , começou relatando que chegou naquela cidade em 1992, portanto acompanhou o antes e o depois do projeto de formação do Lago da Usina do Lajeado, hoje com extensão de 180 km. Segundo ele o único beneficio da pela construção da usina foi para o país que tenta evitar os apagões nas regiões sudeste e sul, mais povoadas e industrializadas e com maior quantidade de votos. Para a cidade de Palmas ficou apenas o cartão postal. Plinio destacou 04 com sequências drásticas para a população que segundo o jornalista, não valeu a pena a implantação da hidreletrica:


- A promessa inicial de que a energia ia baratear , não foi comprida, os tocantinense pagam uma das mais altas taxas de energia do país.


- Ainda hoje , de vez em quando veiculamos reportagens de ribeirinhos ou povoados, reclamando dos valores pagos ou não como idenizações.


- Os órgãos ambientais federal ou estadual não conseguem controlar as espécies de peixes existentes no lago, isso vem causando um aumento excessivo nos cardumes de piranhas (afugentando o banhista) por falta de predador natural.


- Agora a pior consequência: o aumento constatado cientificamente em 03 graus na temperatura a céu aberto na nossa capital, devido ao reflexo solar no espelho da agua.


Finalizando, Plinio Carlos deixa uma mensagem: " como balsense , não desejo aos meus conterrâneos a construção de barragens no nosso Rio Balsas, pois existe outras opções para a geração de energia limpa, mais barata e com o mínimo de agressão a natureza".

Um comentário:

Andreia disse...

Gostei da reportagem! assim como Plinio, eu tbém sou contra a construção de barragens no rio Balsas. Estou disposta a comprar essa briga!
Abraçosssssssssssss